Doce Sebastião.











Sebastião Salgado contém multidões. Toda a humanidade, nos seus olhos. Por suas lentes, os calados falam. A miséria do mundo se estrebucha. Sebastião Salgado rasga as tripas do planeta. Provoca epifanias. Denuncia. Revela o desumano da vida, o diverso do homem, a impiedade, o desamparo, a profunda solidão. Sebastião Salgado grita sem falar. Cada foto sua é um livro de mil páginas. O belo é silencioso e imenso. As mulheres de Sebastião vêm da eternidade e nos cavocam o fundo. Punhal. Sebastião Salgado é um mago. Sebastião Salgado é um mártir. Se imola pra nos salvar. Bendito, tão doce Sebastião! (Graça Craidy)

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

SOU FEMININA, NÃO FEMINISTA

Cada vez que escuto esta frase bonitinha pero equivocadinha, me dá um desgosto profundo, de ver quão enganadas estão as manas que separa...

MAIS LIDAS